A História de empreendedorismo da Cláudia e o #elasimnomartelinho

Olha que história fantástica sobre empreendedorismo!

A Cláudia viu uma oportunidade de melhorar de vida e escolheu o martelinho como sua nova profissão. Gravamos um vídeo, que pode ser assistido abaixo.

Falamos um pouco sobre o que significa para ela trabalhar com martelinho de ouro, entre outros assuntos, como empreendedorismo, sonhos, preconceito, entre outros. Acompanhe!

Posso adiantar uma coisa. Não tem momento melhor para falar de empreendedorismo feminino do que agora, já que estamos no Outubro Rosa e também porque o mercado de Martelinho de Ouro precisa de mais exemplos como o da Cláudia!

[Atualização] Esta história saiu no Estadão! Ficamos muito felizes com a repercussão! Deixei o link da matéria no final do artigo para você ver, ok?

O empreendedorismo no martelinho de ouro

Já falamos em nosso guia definitivo para quem quer ser um profissional de sucesso no martelinho o quanto o mercado de martelinho está sempre aquecido. Sempre existem oportunidades, seja com oficina própria ou trabalhando por conta.

“NÃO EXISTE MOMENTO RUIM NO MARTELINHO DE OURO, BASTA PENSAR E AGIR ESTRATEGICAMENTE.”

Então porque escolher o Martelinho de Ouro?

Perguntei para a Cláudia sobre o porque ela escolheu a profissão de martelinho de ouro, e ela levantou alguns pontos importantes. Acompanhe:

  • Entrar no mercado de trabalho
  • Ter um bom salário

Apenas para contextualizar, segundo o Sebrae, o empreendedorismo feminino tem crescido. A presidente do conselho administrativo da rede de lojas Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano, se tornou uma embaixadora do tema, defendendo e sugerindo melhorias no mercado de trabalho em geral para as mulheres.

Como o martelinho impacta na vida das pessoas?

Esta foi uma outra pergunta que eu fiz para a Cláudia, porque muitas vezes nos cursos eu vejo um desejo enorme das pessoas que buscarem algo que as realizem. E quem não deseja isso, não é mesmo? Neste ponto o martelinho consegue oferecer esta possibilidade, já que você faz o seu horário e é o seu esforço (como em qualquer outra profissão) que vai fazer a diferença no resultado prático do martelinho.

Dentro do programa dos nossos cursos, oferecemos conteúdos relacionados ao empreendedorismo como: atendimento, vendas, entre outros assuntos ligados a capacitação profissional.

E o preconceito no martelinho, existe?

Esta é uma pergunta que decidi fazer para a Cláudia porque existe uma oportunidade de crescimento para as Mulheres no Martelinho e o preconceito pode ser uma barreira de entrada. No caso da Cláudia, esta situação é um pouco diferente, o que me deixou extremamente feliz. Veja:

“Eu vi mais admiração da parte masculina, perguntando…Nossa? É você quem faz o martelinho? – do que o preconceito.”

E nós agradecemos!! #elasimnomartelinho

via GIPHY

Conclusão

É fantástico ver esta mudança no mercado de trabalho, ainda mais no martelinho de ouro. Que venham mais histórias como a da Cláudia para nos inspirar, não é verdade?

Esta história saiu no Estadão! 🤩 O link da matéria pode ser visto aqui

Se você quiser mudar como a Cláudia e fazer uma mudança, buscando aumentar sua renda, conheça o nosso curso de martelinho de ouro. Curso 100% prático e objetivo com certificação reconhecida no mercado.

Se tiver uma história parecida, compartilha com a gente nos comentários!

cadastre seu e-mail e whatsapp para receber novas histórias como esta:

Gostou deste conteúdo? Compartilhe!